7.12.02

NINGUÉM FALOU QUE IA SER FÁCIL
Quando falam das agruras da maternidade, sempre citam 'trocar fralda', 'dar banho' etc. Não se enganem -- essa é, de longe, a melhor parte. Vocês tem idéia do que é uma festa de encerramento do ano letivo e formatura do pré? A tortura começa às 10 da manhã de sábado e inclui:

1. _ telão exibindo imagens das crianças com trilha sonora do Toquinho [a óbvia 'numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo'];
2. _ uma fada gorda apresentando a peça sem lógica que virá a seguir, de enredo e nome mais esdrúxulos que escola de samba;
3. _ a diretora citando 'as sábias palavras do Gonzaguinha: eu fico com a pureza da resposta das crianças, é a vida, é bonita e é bonita';
4. _ dezenas de mães de vestidos floridos e tamancos se acotovelando para pegar o melhor ângulo para tirar fotos;
5. _ crianças errando completamente a coreografia, chorando, e suadas nos bastidores quentes do auditório;
6. _ músicas cafonas de natal e mensagens de esperança no futuro.
7. _ lágrimas -- percebem por que?

E a pergunta no ar: o que eu fiz o ano inteiro para merecer isso?

Nenhum comentário:

Postar um comentário