28.2.04

LINDA HISTÓRIA DE AMOR

Clarah deu a fita e eu dei a busca no google. O resultado é este punk-rockzinho:

Broken Hearts & Questionmarks

broken glass - fleshy wounds
on the floor - under you
give it back - if you can!
fan the flame again if you're a man !

you break my heart - I break your nose
this is sick love & that's how it goes
conceal what everybody knows
I broke your heart you broke my nose

Don't - don't break my heart tonight
if you tend to give it back!
Don't break my heart tonight
or I will break your neck !

sick & tired - all alone
cheap regrets - on the phone
black & white - bride & groom
phase: post-fight - bloody doom

broken ribs - each one desire
she's a whore & he's a liar
see what you planned & what it got
go & take love & ram it up your butt

we - we love each other violently
communicate so silently
remain with nothing but maudlin frowns
and questionmarks - yes, and broken hearts
whoa, whoa, whoa!

21.2.04

REI ARTHUR

Eu fico sinceramente revoltada com mulheres que criticam a mesa-redonda futebolística e dominical que seus maridos assistem.

Eu não só adoro esses programas, como acho que tudo na TV* devia ser discutido em formato de mesa-redonda. Política, artes plásticas, cinema? Mesa redonda. BBB, economia, relacionamento? Chama uma meia dúzia de entendidos mais um convidado e um mediador bem truculento - pra manter o timing e o linguajar típico. Ia ser tãaao legal.

(*) quiçá na vida

15.2.04

A THE FACE DIZ

Em alta: batatas fritas

7.2.04

ITENS FUNDAMENTAIS HOJE

1. adoro aspirina
2. adoro cafeína
3. adoro taurina

O QUE É TUDO ISSO DIANTE DA PÓLVORA?

Sei, sei. Não se fala de outro assunto: Cidade de Deus no Oscar, Janet Jackson com o peito feio e envergonhado de fora, e o ar contrangido da bichinha do Justin (e não venham me dizer que o disco dele é bom - como diz o meu amigo Jabá: "Porr favor! Porr favor!" - com aquele sotaque bacanão de Tatuí), americanos fazem gestos obscenos no Galeão e aqui em SP morrem poetas e acabou o amor: jogaram lama na prefeita, infelizmente pelos motivos errados, e digo mais, não para de chover, meus dentes de doer, desastres variados de acontecer, e nada disso, eu digo *nada*, tem a menor importância: Acaba de ser finalizado, e eu acabo de ouvir, o tão esperado CD de estréia do compositor pernambucano e meu amigo querido Junio Barreto. Quem conhece sabe do que eu estou falando (os céus se misturaram com a terra e o espírito de deus voltou a se mover sobre a face das águas). Uma hora desses a masterzinha deve estar virando bolachinhas lá na zona franca de manaus. Segurem a onda, em breve vocês mortais também vão poder ouvir.


Junio Barreto, o legítimo lorde inglês caruaruense

5.2.04

Pérolas de Hilda Hilst - * 1930 - + 2004

"Que inteligentes essas pessoas, que modernas, que grande cu aceso diante dos movietones, notícias quentinhas, torpes, dois ou três modernosos controlando o mundo, o ouro saindo pelos desodorizados buracos, logorréia vibrante moderníssima, que descontração, um cruzar de pernas tão à vontade diante do vídeo, alma chiii morte chiii, falemos do aqui agora".

+ + +

'Eu falei várias vezes para a Lygia Fagundes Telles que eu queria fazer um bordel geriátrico aqui, chamando também a Nélida Piñon. É uma coisa bem inventiva, porque tem tara para tudo. Eu ficaria no caixa, com as luvas longas, e a Lygia trabalharia. Mas ela ficou zangada comigo. O Caio Fernando Abreu, que morou aqui, criou um slogan: Venham conhecer Hilda, a fera de Buchenwald; tragam sus hijos a la sexualidad y amor de Nélida Piñon.

2.2.04


Neste quarto de fogo solitário
No telhado um letreiro esfumaçado
Candeeiro no peito iluminado
O cigarro no dedo incendiário
O cinzeiro esperando o comentário
Da palavra carvão fogo de vela
Meus dois olhos pregados na janela
Vendo a hora ela entrar nessa cidade
Tô fumando o cigarro da saudade
E a fumaça escrevendo o nome dela

[coreldofogoencantado]